Lago no paisagismo

10 árvores frutíferas pequenas para você plantar no seu jardim

1 Comentário

Um jardim, quando bem cuidado, é uma das áreas mais requintadas e aconchegantes de uma residência. Criar um espaço que seja ideal demanda que ele seja harmônico, tenha vida e que seu estilo corresponda às pretensões de seus usuários. Para isso, é possível utilizar pedras, lagos artificiais, árvores frutíferas, arbustos, gramas e outros itens.

Cada um cumpre uma determinada função no contexto do jardim como um todo e, para construir esse ambiente com qualidade, é necessário considerar a opinião de um profissional e de empresas com experiência na área, desde jardineiros a paisagistas.

Neste post falaremos sobre como escolher o local correto para plantar as árvores frutíferas, além de listar 10 tipos para utilizar em seu jardim ou área externa. Por fim, falaremos sobre os benefícios destas plantas no jardim e da escolha de um profissional para guiá-lo na escolha. Confira!

O local certo para plantar uma árvore frutífera

Uma grande dúvida que surge é sobre o plantio de plantas em áreas externas. Alguns cuidados devem ser tomados para evitar certas dores de cabeça em relação a copa das árvores e as suas raízes. O local deve ser indicado e destacado do restante do contexto, principalmente se o plantio ocorrer próximo a uma calçada.

É preciso evitar o plantio de árvores em regiões próximas a lagos ou locais urbanos — como as calçadas e postes com fiação elétrica. O conhecimento do crescimento da planta, a formação do seu caule e de suas raízes, além da formação da sua copa são outros fatores que precisam ser levados em conta na hora do plantio.

10 árvores frutíferas para plantar em seu jardim e áreas externas

1. Amoreira

Árvore muito famosa por conta de seu fruto, a amora, possui fama e admiração no mundo inteiro. Sua copa densa é capaz de formar sombras que podem ser aproveitadas em projetos paisagísticos como áreas de repouso, para leitura, piqueniques e outros fins.

É mais recomendado que seu plantio seja feito em solos drenáveis, ricos em matérias orgânicas e de forma isolada para que a árvore ganhe destaque dentro do jardim. Além disso, ela deve ser cultivada a sol pleno.

2. Romãzeira

Árvore de caráter milenar presente em diversos livros da antiguidade — como a Bíblia Sagrada e o Torá —, a romãzeira possui de 2 a 5 metros de altura e é ideal para climas tropicais ou subtropicais.

Por ser uma árvore nativa do mediterrâneo, é comumente utilizada para jardins que tenham esse estilo de decoração. Deve ser cultivada em solos profundos e com ampla exposição ao sol. Seu caráter é rústico, o que lhe garante certa independência.

3. Jabuticabeira

Árvore muito reconhecida pelos seus frutos e por seu potencial estético em várias épocas do ano, seja em sua floração ou na época de seus frutos, quando a árvore se enche de jabuticabas.

Por conta de sua altura, que pode chegar até a 12 metros, o recomendado é que ela seja colocada como elemento central no jardim. Nativa da Mata Atlântica, essa árvore se adapta a praticamente todas as regiões do Brasil. Seu plantio deve ser feito em solos férteis e drenáveis, e ela deve ser regada regulamente.

4. Limoeiro siciliano

Conhecida por seu fruto, o limão amarelo, essa árvore possui grande potencial para fazer parte do seu jardim. Com altura que pode chegar a até 3 metros, o limoeiro deve ser cultivado a sol pleno e em solos férteis. Possui caráter rústico e se adapta aos mais variados espaços do jardim.

5. Araçazeiro

Possui alturas variadas, mas pode chegar até 9 metros de altura. Requer exposição ao sol pleno e seu plantio deve se dar em solos férteis e profundos. A árvore é de caráter tropical úmido e, por isso, não é aconselhado para climas mais amenos.

Sua principal característica para o jardim é o fato de seu fruto atrair muitos pássaros silvestres, o que oferece mais vida e traz uma sonoridade agradável para o ambiente.

6. Aceroleira

Árvore bem familiarizada ao Brasil — o que não é para menos, já que a planta é natural da Amazônia — além de possuir um fruto cítrico bem requisitado, conta com características que a enquadram como elemento decorativo de um jardim.

A aceroleira alcança até 6 metros, deve ser exposta ao sol pleno e precisa ser plantada em solos férteis ricos em matéria orgânica. Possui certa autonomia e não requer tanta manutenção e cuidados, pois se adapta rapidamente ao ambiente no qual está inserida.

7. Pitangueira

Essa árvore possui alturas variadas, que vão desde os 2 até os 10 metros. Natural da Mata Atlântica, a pitangueira se comporta e é totalmente adaptada a praticamente todas as regiões brasileiras.

Mais conhecida por seu fruto, possui também grande valor estético e agrega valor no projeto paisagístico. Deve ser cultiva em solo férteis e bem drenados — com adubamento do solo regular feito semestralmente — e regada constantemente.

Em um jardim, pode ganhar destaque como elemento central ou estar disposta de modo coadjuvante, embora seu potencial deva ser exposto de alguma forma ao observador presente no jardim.

8. Cerejeira

Essa árvore de origem asiática é reconhecida mundialmente por seu potencial estético e paisagístico — fato que se deve, principalmente, à sua floração. De tão famosa, virou cartão postal, seja no Japão ou em outras partes do mundo, como o Central Park em Nova Iorque.

A cerejeira alcança até 6 metros de altura e é indicada para climas mais amenos — seu cultivo em regiões equatoriais ou tropicais é desaconselhado. Deve ser cultivada de forma a ficar exposta a luz solar, em solo fértil e drenado. Seu plantio no paisagismo se dá de forma isolada, embora sua disposição em alamedas também lhe confira um potencial estético agradável.

9. Seriguela

Conhecida por seus deliciosos frutos, essa árvore da mesma família do caju é uma alternativa para o seu jardim. Possui um caule torto e ramificado e, devido a isso, não deve ser plantado em locais de passagem — como em calçadas. É preferível que a sua colocação seja feita de forma isolada em locais centrais.

Possui um porte pequeno e que não ultrapassa os 7 metros de altura. Sua floração ocorre durante a primavera com cores avermelhadas, roseadas ou roxeadas.

É recomendado que ela seja plantada em solo fértil e profundo, embora possua boa adaptação a solos menos ricos em matérias orgânicas. Necessita de sol pleno ou, pelo menos, de meia sombra para seu desenvolvimento pleno.

10. Caramboleira

Bem conhecida pelo seu fruto — a carambola — essa árvore também é uma ótima opção para o seu jardim. Possui um porte de pequeno a médio e pode atingir até 8 metros de altura.

É recomendado que a caramboleira seja cultivada a sol pleno e em solos férteis. Em um jardim, existe ainda a alternativa de que ela seja plantada de forma conjunta a outras árvores, desde que o devido espaçamento entre elas seja respeitado.

Os benefícios de um jardim e área externa com diversas árvores frutíferas

Os benefícios de plantar árvores frutíferas em seu jardim são inúmeros e o primeiro deles é a colheita dos frutos, que podem ser aproveitados para fazer sucos, saladas, temperar a comida ou simplesmente serem degustados.

Outro benefício que a árvore frutífera traz é o convite natural a pássaros e borboletas, seja por conta de seus frutos ou pelas suas flores. Essa característica traz ainda mais vida ao jardim, além de potencializar o valor estético do local.

A importância de um profissional para o projeto do seu jardim

Embora um jardim possa aparentar ser fácil de fazer e de manter, isto não é verdade. Esse ambiente necessita de muita dedicação, mas necessita também de bastante conhecimento técnico e sensibilidade.

Sendo assim, é indicado recorrer ao auxílio e consultoria de profissionais com experiência no ramo para garantir um bom resultado para o jardim e para o projeto paisagístico. Com essa ajuda, é possível torná-lo mais harmônico e garantir uma boa vida útil às plantas que nele estão inseridas.

Como você pode ver, árvores frutíferas são uma alternativa eficaz para a melhora da qualidade do jardim e potencializa o seu valor estético, além de possibilitar a vinda de vários pássaros, o que contribui com a sustentabilidade e manutenção da fauna local. Feito de forma correta, com auxílio de profissionais, o jardim tem grandes chances de se tornar um ambiente exuberante!

Gostou deste post? Então compartilhe-o nas suas redes sociais para que seus amigos também possam aproveitar essas dicas!

Cubos Lagos

Somos a Cubos Lagos, empresa líder na fabricação de produtos e equipamentos para lagos ornamentais e que busca ajudar nossos clientes a projetar e construir lagos ornamentais de todos os tipos e tamanhos.

1 comentário

Deixe o seu comentário aqui