Filtragem do lago

Bomba para lagos artificiais e a sua importância para um bom projeto

14 Comentários

Muitas pessoas pensam em construir um lago ornamental sem saber quais são os elementos necessários nesse tipo de obra. Entre os itens esquecidos, está um equipamento fundamental para o bom funcionamento e a manutenção do projeto: a bomba para lagos.

Para quem ainda tem dúvidas sobre a utilidade desse equipamento, elaboramos um post bastante informativo. Acompanhe e entenda como funciona a bomba de água para lagos artificiais!

O que é uma bomba para lagos e qual sua função?

As bombas de água têm papel importante dentro de diferentes ambientes aquáticos. Elas trabalham movimentando a água pelos filtros biológico e UV. Levam a água para fontes, cascatas ou chafarizes e a fazem circular por todo o tanque. Ou seja, se a bomba para lago parar em algum momento, nada mais funcionará.

Podemos dizer que as bombas são o coração de um lago artificial.

A bomba de água realiza diversas funções para manter o lago bem conservado e adequado às espécies de peixes que vivem no local. Além de fazer a oxigenação e alimentar os filtros, o equipamento também ajuda a esgotar ou drenar o lago. Pode também ser utilizado para transpor a água de um reservatório para outro.

Como funciona a bomba para lagos ornamentais?

As bombas de água são equipamentos que possuem partes bem distintas para o seu funcionamento. Elas são formadas, principalmente, pelo motor (estator e rotor) e impeller.

O motor de uma bomba para lagos

O motor é o componente que faz a bomba funcionar. Ele é dividido em duas partes, o estator e o rotor. O estator é a parte fixa do motor e que gera energia eletromagnética para fazer o rotor girar. O mercado disponibiliza equipamentos com estator de corrente alternada ou de corrente contínua.

O rotor é o componente que gira em um eixo e que leva energia mecânica para o impeller. O impeller, por sua vez, irá produzir a movimentação da água através da força centrífuga. As melhores bombas para lago são aquelas que utilizam eixo e bucha de cerâmica, já que não haverá desgaste do eixo no atrito com a bucha.

O rotor pode ser de indução ou de imã permanente. No tipo de indução, a energia eletromagnética é “transferida” para o rotor por indução. Esse fenômeno é difícil de se entender, pois não pode ser visto. Essa transferência de energia é igual aquela dos fogões por indução, onde não há chama mas o calor é produzido nas panelas. Outro tipo de rotor é o de imã permanente. Esse rotor é fabricado com material magnético e, já possui por si só, a energia magnética necessária para a sua rotação.

Motores de corrente alternada ou corrente contínua

As bombas para lagos mais comuns e confiáveis são as de corrente alternada. As bombas de corrente contínua, chamadas de bombas eletrônicas, são equipamentos que necessitam de um controlador eletrônico e uma fonte para fazer o motor funcionar. Esses controladores eletrônicos e fontes, quando de baixa qualidade, são mais propensos a dar problema fazendo com que a bomba para lago pare de funcionar.

Recentemente a Cubos lançou uma bomba de corrente alternada com controlador eletrônico extremamente confiável e robusto. Ela possui o menor consumo de energia da categoria, com apenas 85W para 12.000 l/h. Além disso, sua vazão pode ser regulada para até 3.000 l/h e seu consumo cai pra apenas 21W.Bomba eletrônica para lago

Consumo de energia nas bombas para lago

Considerando que uma bomba funciona por 24 horas, é importante que o seu consumo de energia seja baixo. Existe uma relação direta entre o consumo (potência em Watts), a vazão e a coluna d`água de uma bomba (altura que a bomba consegue elevar a água). Quanto menor o consumo, menor será a vazão ou a coluna d`água. Bombas para lago de baixo consumo normalmente possuem uma pequena coluna d`água.

Como calcular o gasto mensal de energia elétrica de uma bomba?

De acordo com a marca, a bomba para lago pode apresentar a potência em diversas unidades de medidas como Watts (W), Cavalo-Vapor (CV) ou Força de Cavalo (HP do inglês Horse-power).

Com o valor da potência, no caso em W, conseguimos calcular o consumo mensal que ela gasta de forma muito fácil. Por exemplo, no caso da bomba para lago ORCA 8000, que possui potência de 80W o calculo é feito assim:

  1. Multiplicamos a potência da bomba por 24 para achar o consumo em um dia: 24 horas x 80W = 1.920W por dia.
  2. Multiplicamos o consumo de um dia por 30, assim iremos achar o consumo em W no mês: 1.920W x 30 dias = 57.600W por mês.
  3. Convertemos o consumo de W para KW, para isso é só dividir por 1.000: 57.600W dividido por 1000 = 57,6KW
  4. Pegamos o valor do KW/h disponível na conta de luz e multiplicamos pelo consumo, em KW, da bomba em um mês. Por exemplo, R$0,35 x 57,6KW = R$20,16.

Esse cálculo pode ser feito com qualquer tipo de bomba para lagos, a fim de buscar uma solução que traga o melhor custo-benefício ao proprietário do lago artificial. Após a escolha, é importante lembrar que o equipamento tem um tempo de vida útil específico e, portanto, exige verificação constante para a realização de serviços de manutenção.

As quatro principais linhas de bombas para lagos do mercado brasileiro

Na Cubos, você encontrará as três principais linhas de bombas do mercado brasileiro, todas em corrente alternada.

  • Linha Jatoapresenta um consumo mais alto, já que tem uma pressão maior. É ideal para trabalhar com filtros pressurizados, passar por venturi (equipamento usado em ozônio) ou jogar água em cascatas e chafarizes;
  • Linha Orca: alia alta vazão e consumo baixo, o que reduz um pouco a pressão comparada com a linha Jato. O modelo precisa de uma tubulação maior para trabalhar (tubos de 50mm ou 60mm).  A tubulação maior ajuda a reduzir a perda de carga e melhora o desempenho da bomba.
  • Linha Vulcano: tem baixíssimo consumo, com pouca pressão e muita vazão. Também precisa de tubulações maiores para funcionar (tubos de 110mm)
  • Linha Medusa: Com o menor consumo da categoria e um controlador eletrônico que consegue alterar a vazão e a potência. A linha Medusa é ideal para quem busca um baixo consumo aliado a um total controle da vazão e potência. A tubulação para o modelo Medusa 12000 deve ser de 40mm ou, preferencialmente, 50mm. Ela é indicada para lagos de água doce ou aquários marinhos.

Como escolher a bomba certa para o meu lago?

A escolha da bomba para lagos pode ser feita a partir da seguinte regra: garantir uma vazão de litros por hora de 3 a 4 vezes o volume do lago. Assim, para um reservatório de 5 mil litros, por exemplo, você pode investir em um modelo de 20 mil litros por hora. Quanto maior o volume do lago menor precisa ser essa relação.

O ideal é que você tenha, no mínimo, duas bombas de água no lago ornamental. Isso porque, se tiver problema com uma delas, pelo menos terá uma extra funcionando e garantindo a oxigenação da água. Para projetos com filtro biológico pressurizado e tubulação de até 1 polegada, a linha Jato é a mais indicada.

Já a linha Orca pode ir melhor em lagos que contenham um filtro por gravidade com tubulação de 50 mm. A Vulcano, por sua vez, deve ser priorizada apenas para trabalhos profissionais com um projeto de filtragem — por se tratar de um modelo que combina muita vazão e pouca pressão

Posso ter um lago ornamental e não usar uma bomba de água?

Ninguém deve arriscar manter o lago sem uma bomba de água. A ausência do equipamento compromete a oxigenação dentro do tanque. Faz com que a água fique suja rapidamente e, a longo prazo, se transforme o lago em uma poça repleta de resíduos.

Entenda que um lago ornamental é um ambiente aquático artificial e que, por isso, não conta com circulação natural. Como o sistema fechado não permite a entrada de água nova, o conteúdo existente precisa ser filtrado de alguma maneira.

Com a bomba para lagos certa, você tem total certeza de que a água passará por um filtro biológico. Esse cuidado vai prevenir o surgimento de algas e o acúmulo de impurezas. Manterá o ambiente limpo e adequado para a vida dos peixes e das plantas aquáticas.

A bomba de água só deve ser desligada na hora de fazer a manutenção do rotor. O ideal é que esse procedimento ocorra, pelo menos, uma vez ao mês. A frequência de limpeza pode variar dependendo do posicionamento da bomba dentro do lago. Para isso, basta abrir o equipamento, tirar o rotor, eliminar a sujeira e montá-lo novamente.

Agora que você entende a importância da bomba de água para lagos ornamentais, não deixe de contar com um fornecedor especializado nesse tipo de produto. Assim, terá os recursos necessários para manter o projeto sempre bonito e conservado.

Quer mais dicas sobre o assunto? Então entre em contato com a Cubos e aproveite para conferir toda a linha de equipamentos para lagos ornamentais!

14 comentários

    1. Moacir, não indicamos o uso da Orca com tubulação menor que de 50mm. A bomba não será danificada caso use com 30mm, mas o problema é que você perde desempenho e a vazão final ficará mais baixa. Para tubulação de 30mm o indicado é as bombas da linha Cubos Jato.

  1. Boa tarde!
    Tenho um lago de aproximadamente 7.500 litros, onde está instalada uma bomba de 9000, da CUBOS. Esta bomba seria citada no artigo seria melhor?

  2. Boa tarde, e no caso de um lago de 240 mil litros, como seria a bomba? Pois o volume é muito grande, como faria dimensionamento?

  3. Quero fazer um tanque para criar peixe com aproximadamente 10.000 lts, existe algum equipamento para tipo temporizador para acionar a bomba algumas vezes durante o dia?

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *