Construção do lago

Dicas para construir um lago artificial em sua casa

11 Comentários

Os lagos ornamentais acompanham as tendências de decoração mais atuais. Eles entram como opção para quem quer trazer requinte, sensação de bem-estar e aspectos mais naturais utilizando a água no paisagismo. Seja em espaços residenciais ou comerciais, as dicas para construir um lago que apresentamos a seguir podem lhe ajudar bastante para iniciar o seu projeto.

Também conhecidos como lagos artificiais, esses espaços tornam-se recursos decorativos de muita sofisticação. Com infinitas possibilidades de formatos e de tamanhos. Sem contar com a variedade de materiais, como pedras e plantas que podem ser utilizadas na decoração e peixes que completam e dão vida ao lago.

Bom, considerando os principais passos da montagem, fizemos um guia com dicas de como construir lago artificial. Quer ver como é prático e rápido ter um desses em casa? Confira o post!

A escolha e a preparação do local

Antes de qualquer coisa, é preciso ter em mente o local onde você construirá o lago ornamental e qual desenho ele terá. É necessário alinhar a expectativa e a verba disponível para o tamanho do projeto. Nessa etapa, é importante também consultar uma empresa que vende os materiais para o seu lago. Assim, você já terá uma ideia do valor que gastará para começar.

Escolha uma área não muito próxima às árvores de grande porte ou de espécies frutíferas, uma vez que o acúmulo de folhas e frutas pode ser prejudicial para o ecossistema do lago, sujando e turvando a água. Isso dificultará manutenção do seu lago mais para frente. Pensando na estética do espaço é interessante garantir que ele esteja à vista e que se destaque na propriedade.

O lago pode ser construído no meio do jardim ou faceando alguma parede da casa. No caso de fazer face com alguma parede, é muito importante que ele venha junto com um projeto de arquitetura para que nada saia errado.

Evite locais muito baixos do terreno: isso fará com que toda a água da chuva vá em direção ao lago — o que não é recomendado. É importante que você não canalize a água do telhado para dentro do lago. Isso, às vezes, pode parecer uma boa ideia, mas não é. A água do telhado vem sempre com impurezas que atrapalharão a qualidade da água.

Para quem tem crianças em casa, o ideal é selecionar um local do terreno que permita lagos mais protegidos e rasos. Já para quem quer um espaço mais reservado, é importante escolher uma área mais reclusa e exclusiva, com possibilidade de fazer um deck avançando no lago ou um pergolado para trazer mais aconchego.

Independentemente do local escolhido, não se preocupe com a quantidade de sol no espaço. Os lagos ornamentais podem ser construídos em locais com muito ou com nenhum sol direto. Em caso de muito sol, algumas estratégias podem ser adotadas com uso de plantas maiores para sombrear.

Iniciando a obra

Em virtude da capacidade dos filtros e outros sistemas, a recomendação é que o lago comporte até 30 mil litros de água, ou tenha, no mínimo, capacidade para 1.000 litros. Mas nada impede que sejam construídos lagos ornamentais com outros volumes. Tudo vai depender da área e da verba disponível para o projeto.

Cavando o buraco

Para iniciar, de fato, a construção do lago artificial, a próxima ação é cavar o buraco já demarcado. Essa demarcação pode ser feita com cal ou até com um spray branco. Retire do espaço tudo que encontrar, isso inclui: pedras, raízes e plantas. Cave o buraco com as paredes em 45 graus para facilitar a instalação posterior das pedras.

Lembre-se de nivelá-lo bem! Essa etapa muitas vezes passa despercebida, mas é uma das mais importantes em todo o processo de construção de um lago ornamental. Um lago fora de nível ficará com um lado raso e o outro fundo, prejudicando todo o projeto de construção.

O buraco deve ter profundidade de, pelo menos, 40cm na parte mais funda, enquanto a região mais rasa deve ter no mínimo 20cm. Em locais de baixas temperaturas, pode-se fazer lagos mais profundos, com 80cm ou até mais. Isso protegerá os peixes nos dias mais frios. Antes de colocar qualquer material, ele deve ser bem compactado para evitar problemas com o deslocamento da terra. Certifique novamente que não tenha nenhuma pedrinha ou raíz no buraco já cavado e compactado.

Lembre-se de que é preciso deixar uma borda — basicamente uma lombada de terra compactada — em torno do lago para evitar que a água da chuva escorra para dentro.

Impermeabilizando o lago

A partir daí, os materiais já podem ser instalados. Os lagos podem ser feitos em construções de alvenaria ou em sistemas práticos e rápidos que envolvem mantas de impermeabilização. Em construções de alvenaria, existem produtos impermeabilizantes bem específicos que devem ser utilizados. Já, quando a construção é direta na terra (como estamos orientando nestas dicas) a utilização de mantas de impermeabilização é o mais indicado.

Em primeiro lugar, vem a manta geotêxtil, que protege a manta de impermeabilização. A manta EPDM ou PVC é o que garante a impermeabilização do lago ornamental. Por cima da manta de impermeabilização, outra manta geotêxtil é colocada para proteger o sistema de pedras e outros elementos de decoração.

O ideal é deixá-la ultrapassar pelo menos 30cm para fora das bordas do lago. Isso dará mais segurança na instalação. A manta deve ficar bem “relaxada” pelo lago, sem pontos nos quais ela possa estar esticada ou tensionada.

Escolhendo os acabamentos decorativos

Para finalizar, a estrutura deve ser arrematada com elementos de acabamento, como areia e pedras de diferentes tipos e tamanhos — podendo ser artificiais ou naturais. Evite o “empilhamento” de pedras, pois isso dá um aspecto muito artificial ao lago.

Procure usar pedras de maior tamanho nas bordas do lago e, algumas menores, para preencher os espaços. Os seixos também podem ser utilizados para preencher o espaço entre elas. A areia especial para lagos também é muito utilizada no fundo, deixando o lago bem claro e bonito. Prefira camadas de 10cm de areia para que seja possível a formação de uma filtragem anaeróbica — o que ajudará muito o equilíbrio biológico do lago.

Os tipos de equipamentos para construir um lago

Para garantir a qualidade da água e um meio ideal para a sobrevivência dos peixes, é imprescindível contar com os melhores filtros biológicos, bombas para lago e filtros UV, além de produtos para tratamento da água.

Filtro biológico para lagos

O filtro biológico pode ser instalado logo após a preparação do lugar. Normalmente, esse tipo de filtro é externo e fica instalado fora do lago. Ele deve ficar em um dos cantos, sempre com a saída de água voltada para o lado oposto de onde a água é captada. Isso garantirá uma boa circulação de água pelo lago.

O filtro biológico tem função de quebrar a cadeia de amônia por processos biológicos que fazem parte do ciclo do nitrogênio. Eles também fazem a filtragem mecânica que é a responsável por retirar a sujeira do local. Escolha sempre aqueles que utilizam escovas de filtragem, pois elas são muito mais eficientes que as espumas e demoram muito para entupir.

Bomba para lagos

A bomba para lagos também deve ser instalada nesse momento e é um equipamento fundamental para se construir um lago ornamental. Entretanto, pode estar dentro do lago e do lado oposto a saída do filtro biológico, para manter o fluxo de água. Pode ainda, direcionar para cascatas ou corredeiras, por exemplo.

Para assegurar o funcionamento correto, a bomba deve estar em cima de uma superfície plana. Evite posicioná-la sob a areia, de forma a não danificar o seu rotor. Sempre tenha no lago, pelo menos, duas bombas de água. Dessa forma, se uma der problema, a outra continua funcionando e garantindo a oxigenação para os peixes.

Filtro UV para lagos

Por fim, os filtros UV são equipamentos que não devem faltar. Eles têm o papel de eliminar e evitar agentes patogênicos e também controlar a proliferação de algas. Com ele, a sua água não terá a aparência esverdeada.

As plantas e os peixes são o toque final para dar vida ao projeto de construir um lago ornamental. Eles serão abordados no próximo tópico!

A vegetação e os peixes

As plantas para o lago

Para construir um lago ornamental, a escolha das plantas e dos peixes fica a seu critério. Existe uma grande variedade de espécies de plantas que podem ser utilizadas. Escolha aquelas que se adaptarão com as características do local escolhido para montar o lago ornamental.

As plantas mais utilizadas são, normalmente, as de espécies aquáticas. Diversas podem ser plantadas dentro do próprio lago, contudo, é mais cômodo colocá-las em vasos próprios, mergulhados.

Algumas espécies utilizadas são: Jiboia, Papiro, Aguapé, Santa Luzia, Alface d’água e Lírio da paz. Aposte, ainda, em espécies locais e decore de acordo com o seu gosto. O ideal para lagos recentes é acompanhar o seu crescimento, seguindo o ritmo e a direção de cada uma para garantir um resultado harmônico. Além disso, as plantas que foram retiradas para a escavação do buraco podem ser replantadas.

Os peixes para o lago

Os peixes são protagonistas e precisam de muita atenção. Os mais comuns são as carpas e os kinguios. Por serem peixes de água fria, suportam baixas temperaturas, além de serem espécies bonitas e com muitas variações.

preferência para as carpas nishikigois e os cardumes com peixes menores — como os espadas, por exemplo. Em lagos pequenos, a utilização dos kinguios é bem comum. Evite misturar as duas espécies. As carpas são mais rápidas e comerão toda a ração antes mesmo dos kinguios se alimentarem.

É preciso estar atento às condições de vida do animal, cuidando da qualidade da água, da alimentação regular e correta e mantendo o número certo de peixes para o volume de água, sem superpopular o lago. No caso das carpas, por exemplo, a quantidade indicada é de um animal para cada 500 litros de água. O principal é observar a interação do peixe com o ambiente e garantir uma boa adaptação.

Tempo para finalização

Construir um lago ornamental pode levar de 1 a 3 dias para os projetos menores. Os peixes podem ser inseridos imediatamente após o lago cheio e aplicados os produtos de aceleração de biologia e removedores de cloro da água. Não tenha pressa para finalizar, faça com calma e curtindo cada momento da montagem. Isso pode ser um passatempo muito prazeroso e relaxante para toda a família!

A manutenção

Manter um lago ornamental não é tão difícil quanto parece, mas é uma atividade que merece o devido cuidado. Em média, a manutenção deve ser feita, pelo menos, uma vez por mês e não gasta mais que uma hora. Nesse momento, você deve aplicar os produtos corretos e fazer a limpeza dos filtros, além de conferir a vazão das bombas, medir o pH da água e trocar parte da água (aproximadamente, 20%), conferindo o nível do lago também.

A lista dos produtos de tratamento que devem ser aplicados conta com o Water Bio, o Water Algin, o Water Protect e o Water Clean — todos produzidos pela Cubos.

E por fim…

Resumidamente, o processo de construir um lago artificial tem as etapas bem definidas, práticas e conta com as atividades que relatamos acima. Ainda existem KITs com todos os materiais e equipamentos necessários na execução de um primeiro projeto. Estes não acompanham as pedras, as plantas e os peixes, que devem ser comprados separadamente. Existem outros itens de decoração para lagos que podem ser utilizados como iluminações subaquáticas, por exemplo.

Tudo isso pode ser feito por você, sem a ajuda de profissionais da área. Contudo, caso prefira, existem empresas especializadas em construir um lago ornamental e também na sua manutenção.

E aí? O que achou do conteúdo? Confira mais informações sobre como construir um lago ornamental e sobre os KITs em nosso site.

11 comentários

  1. Tenho um tanque com 1600 lts e não consigo reproduzir aguapés, ele não recebe sol será que é por isso que eles não se desenvolvem?

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *