Biologia e química no lago Cuidados com o lago Filtragem do lago

Ozônio no tratamento de água em lagos ornamentais

Sem comentários

Tradicionalmente, pode-se considerar o Brasil como um país que ainda possui hábitos e preconceitos para o uso de ozônio em diversas finalidades. Isto é ocasionado por publicações em jornais diários e matérias de TV que citam o ozônio como um agente poluidor quando, ao contrário, o ozônio é utilizado para medir a própria poluição ambiental em grandes cidades. Para esclarecer algumas dúvidas e apresentar algumas curiosidades confira este nosso post onde falaremos do uso do ozônio para lagos.

O correto dimensionamento da filtragem é fator decisivo

Existem alguns obstáculos que um laguista pode enfrentar em seu lago ornamental. Isso normalmente se deve a falta de informação adequada para a manter um lago ornamental saudável. Principalmente, com relação ao dimensionamento dos equipamentos de filtragem.

Dentre os obstáculos enfrentados estão, por exemplo:

  • A proliferação de algas que deixam a água verde.
  • A alta turbidez da água originada por grande quantidade de matéria orgânica.
  • Infecção por bactérias e vírus.
  • Infestação de parasitas externos e internos nos peixes peixes.

A fim de vencer tais obstáculos, é necessário a utilização de equipamentos de filtragem mecânicos e biológicos bem dimensionados. Isso em conjunto com equipamentos de esterilização como o Filtro UV ou o ozônio para lagos. Tudo isso para alcançar a qualidade que desejamos em nosso lago ornamental.

Ozônio para lagos

Evite filtros artesanais

A maioria dos lagos ornamentais possuem filtros artesanais que são, em grande parte, constituídos de materiais filtrantes de baixa qualidade como, por exemplo, cascalhos, tijolos e argila expandida. O problema é que eles não retêm eficientemente a sujeira produzida pelos excrementos dos peixes e não possuem grande área para a proliferação das bactérias nitrificantes.

Isto é um problema a médio prazo, pois ocorrerá excessiva quantidade de matéria orgânica na água que se tornará um substrato para o rápido crescimento das algas.  Normalmente o Filtro UV ou o Ozônio para lagos são utilizados de forma subdimensionada com relação ao volume de água. Por conta disso, é muito comum acontecer a proliferação das algas particularmente durante os longos períodos de dia com sol radiante no verão. Sempre consulte empresas especializadas em lagos ornamentais para lhe ajudar a dimensionar os seus filtros.

O ozônio para lagos ornamentais

Nos últimos anos, uma tecnologia foi desenvolvida e traz grande melhoria na qualidade da água pelo seu alto poder oxidante. Estamos falando da molécula de ozônio. Ela possui capacidade de eliminar uma grande quantidade de elementos da água do lago, como:

  • Matéria orgânica vindas da urina, fezes, secreções dos peixes.
  • Cheiros na água.
  • Coloração na água.
  • Amônia.
  • Metais pesados como ferro, chumbo, cromo e arsênio.
  • Bactérias, vírus, protozoários, fungos.
  • Algas.
  • Entre outros…

Ele tem sido utilizado muito em piscinas de academias e lagos ornamentais.  O ozônio produz chamado oxigênio ativo que é constituído por três átomos de oxigênio (O3). O seu poder oxidante chega a ser até 3.120 vezes mais rápido que o do cloro. Em temperatura ambiente é encontrado no estado gasoso, pois seu ponto de ebulição é de -112 ºC. Além disso, ele possui coloração azul e cheiro característico sendo possível identificar se ele está sendo produzido ou não pelos equipamentos. Desta forma, tais características fazem o uso do gerador de ozônio uma opção muito interessante para ser utilizada em lagos ornamentais, piscinas naturais e piscicultura

Diferentemente de antibióticos, microrganismos nocivos não desenvolvem resistência ao ozônio. Isso garante a eficiência de seu processo ao longo prazo.

Atuação da molécula de ozônio

Abaixo está demonstrado como as moléculas de ozônio atuam na destruição de um microrganismo, no caso, uma bactéria.

Ozônio para lagos

Na imagem ocorrem os seguintes eventos:

  1. Uma bactéria saudável em formato de bacilo;
  2. Aproximação de uma molécula de ozônio (O3 – em azul) entrando em contato com a parede celular da bactéria. A parede celular é uma estrutura vital para a manutenção do formato da bactéria.
  3. O contato da molécula de ozônio com a parede celular causa uma reação chamada oxidação. Essa reação cria um pequeno orifício na parede celular.
  4. Um novo orifício é formado na parede celular aumentando o dano da bactéria.
  5. A bactéria começa a perder seu formato de bacilo quando mais moléculas de ozônio criam sucessivamente mais orifícios na parede celular.
  6. Em poucos segundos, após milhares de moléculas de ozônio colidirem com a parede celular, a bactéria não consegue mais manter o seu formato e morre.

Como o ozônio para lagos é gerado?

A maioria dos equipamentos geradores de ozônio utilizam o princípio da descarga em barreira dielétrica (DBD). Esta DBD é de alta voltagem e, por ser formada entre dois eletrodos tubulares num dispositivo dielétrico (tubo de vidro), ocorre o armazenamento de energia e depois sua a liberação. Isto permite que o ar circulante entre o vidro e o eletrodo receba as descargas elétricas. Tais descargas elétricas atuarão na dissociação das moléculas de oxigênio (O2) formando alguns oxigênios atômicos (O), os quais rapidamente se agregarão a outras moléculas de O2, formando diversas moléculas de ozônio (O3). Ao se agregarem, ocorre a formação de uma ligação fraca chamada de ligação covalente dativa. Quando o átomo de oxigênio desta ligação entra em contato com algum microrganismo, ocorre a oxidação dele e a ligação se desfaz, voltando o ozônio a tornar-se oxigênio (ver foto abaixo).

Ozônio para lagos

Há diversas aplicações que esta tecnologia pode ser utilizada pela sua grande eficiência em manter a água cristalina e alto poder de desinfecção. Hoje em dia, diversos projetos utilizam o Oem tratamentos de efluentes municipais, industriais, sistemas de ar-condicionado, água de subsolo, reservatórios de condomínios, piscina, chorumes de aterros municipais, lagos ornamentais e piscinas biológicas. O ozônio para lagos tem grande perspectiva de crescimento no mercado de lagos ornamentais e, já está se tornando uma grande tendência de filtragem por todo o Brasil.

História do uso do Ozônio

O uso do ozônio teve início no começo do século passado em 1906. Isto ocorreu na cidade de Nice, na França, onde desenvolveu-se o primeiro projeto de tratamento de água para deixa-la potável, utilizando a tecnologia ozônio. Desde então, o ozônio é muito utilizado em países desenvolvidos como os EUA, Alemanha e Canadá tanto para tratamento de água de reservatórios residenciais, como para clubes, academias, hotéis, spa´s e ofurôs.

Também, pelo uso do ozônio ser eficiente e seguro para mamíferos e vida marinha, ele é utilizado mundialmente em zoológicos e aquários públicos, como o do Tifoli Park, de Copenhagen – Dinamarca (ver link https://www.lenntech.com/tivoli.htm).

Desde 1982, em países desenvolvidos, o ozônio tem sido utilizado para purificar água que são engarrafadas para consumo humano (ver https://www.absoluteozone.com/ozone-generator-bottled-water.html ).

Outro uso do ozônio foi nos jogos Olímpicos de 1984, na Califórnia – EUA. Os americanos higienizaram as piscinas olímpicas com ozônio e, desde então, a maioria dos jogos olímpicos utilizaram o ozônio também.

Em 2001, o FDA (U.S. Food, Drug & Administration) oficialmente permitiu o uso do ozônio como um aditivo antimicrobiano a ser utilizado em alimentos e em equipamentos de manipulação de alimentos, tanto durante como depois de serem industrializados.

Enfim, tais curiosidades, que muitos desconheciam, reforçam como o ozônio tem sido intensamente utilizado em muitas aplicações e que pode seguramente ser utilizado em lagos ornamentais. Assim, deixo o desafio de você incluí-lo como um investimento para seu lago ornamental.

Bibliografia

ALTMAN, N. (2007) The Oxygen Prescription – The Miracle of Oxidative Therapies. Chapter 3: “Ozone: Properties and Uses”. Healing Arts Press; Rochester, Vermont – USA.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *