Lago no paisagismo

Como garantir a realização de um projeto de paisagismo qualificado?

Sem comentários

Você sabe qual é a importância de um projeto de paisagismo? Toda! A natureza é sempre encantadora, isso é verdade. Mas quando há uma boa dose de pesquisa e elaboração por trás da ideia, uma área externa pode ficar fantástica.

paisagismo e a jardinagem são artes que existem para complementar ainda mais a beleza de uma área de lazer, seja ela em casa, em uma praça ou em um edifício.

No entanto, para que um projeto de paisagismo saia do papel e se transforme em um resultado de tirar o fôlego, muitos aspectos devem ser levados em conta. Confira!

Qual é a importância de um bom projeto de paisagismo?

O paisagismo bem estruturado, definido e discutido é fundamental para o alcance dos resultados desejados. Quando bem planejado e executado, pode dar um valor muito maior ao projeto arquitetônico.

Para isso, é preciso pensar em tudo: desde o tamanho ideal de cada elemento que comporá o jardim, se há um lago natural ou artificial, qual o tipo de vegetação desejada, etc.

Normalmente, um projeto de paisagismo passa por algumas etapas comuns, que são:

  • pesquisa: fundamental para o reconhecimento do terreno, do clima da região, luz do ambiente, espaços e, é claro, para o levantamento das preferências de quem encomendou o projeto;
  • anteprojeto: composto por plantas, ideias, desenhos, imagens e projeções que passam por intensa discussão até chegar às decisões;
  • projeto final: com todas as etapas prontas para saírem do papel e com instruções para a execução de cada detalhe.

Quando há o cuidado de seguir todo esse planejamento, a qualidade é refletida no resultado final do jardim ou área verde que está sendo construída.

Como garantir a qualidade do projeto?

Um bom projeto de paisagismo depende de muitos fatores. Alguns dos mais importantes pontos de discussão para garantir a qualidade do plano são:

As plantas e cores

Certamente essa é uma das etapas mais importantes: escolher as plantas que farão parte do jardim e observar quais cores serão dominantes no ambiente.

As plantas e flores decorativas devem ser selecionadas após um estudo minucioso. Além de levar em conta suas preferências pessoais, é indispensável conhecer as espécies mais indicadas para o clima da região, bem como os cuidados específicos para cada uma.

Outro ponto importante é a composição das cores. Um belo jardim contém, é claro, muito verde. Mas as demais tonalidades de plantas são fundamentais para dar realce e deixar o ambiente ainda mais encantador.

No planejamento, pense na disposição de cada espécie para que as cores se complementem de forma harmônica. Afinal, como disse o famoso arquiteto paisagista Burle Marx, “não existem plantas feias, existem plantas mal agrupadas”.

Os acessórios

Tão importante quanto a vegetação do jardim, são os acessórios que complementam a decoração do ambiente — e o mercado de itens paisagísticos aumenta a cada dia.

São vasos diferentes, suportes em ferro, luminárias, bancos, bonecos, fontes, etc. Até mesmo elementos inusitados servem para aumentar a beleza do jardim, como rodas velhas de carroças ou regadores antigos.

decoração com pedras também faz sucesso e, acredite se quiser, o simples cuidado com a disposição de rochas pode ser decisivo para o resultado visual final do jardim.

Portas, janelas e pergolados não ficam de fora do projeto de paisagismo e podem ser associados à vegetação com flores suspensas e trepadeiras, por exemplo.

O processo de manutenção

Você deve pensar na manutenção do jardim somente após o término de sua execução, certo? Errado! Desde as etapas de planejamento essa deve ser uma de suas principais preocupações.

Pesquisando com antecedência tudo o que precisa ser feito para garantir a saúde e a beleza das espécies selecionadas, assim como dos outros elementos, você consegue escolher com mais precisão.

Se suas plantas ou materiais são do tipo que exigem cuidados frequentes, mas você não dispõe de muito tempo para se dedicar a isso, todo o seu projeto de paisagismo pode ser comprometido no futuro.

Por isso, lembre-se de que a manutenção será necessária a partir do começo do projeto e aproveite as informações relacionadas a esses cuidados para guiar suas decisões.

A iluminação

A iluminação também pode — e deve — fazer parte do projeto de paisagismo se o que você busca é qualidade. Afinal, a disposição das luzes é o que traz aquele toque final, quase lúdico ou mágico para o jardim.

Pense bem: você quer que o seu projeto seja admirado somente à luz do dia? Durante a noite ele não precisa ficar esquecido. Muito pelo contrário: um bom sistema luminotécnico pode garantir uma beleza encantadora mesmo nos horários mais escuros.

Para tanto, leve em conta as necessidades do ambiente e as suas preferências pessoais. Escolha entre tons mais frios ou mais quentes, dependendo das sensações que você deseja estimular em quem caminha pelo jardim.

Luminárias entre as plantas, pontos de luz submersos em lagos artificiais, lâmpadas delicadas suspensas no pergolado. As opções não são poucas e dão asas à criatividade.

A arquitetura dominante

Outro aspecto que não pode ser esquecido é a arquitetura dominante do ambiente, isto é, o estilo da construção não deve ser muito dissonante do escolhido no projeto de paisagismo.

Se a casa é mais rústica, por exemplo, é legal usar madeira para decorar o jardim. Agora, se a residência é mais moderna e descolada, o projeto paisagístico pode ser mais ousado e inovador.

Uma tendência que está fazendo muito sucesso, tanto na decoração interna de ambientes quanto na externa, é o minimalismo. Sabe aquela velha história de que o menos é mais?

Os jardins minimalistas têm poucos elementos e são os mais adequados para quem busca um efeito final mais delicado e sem tanta informação.

O que mais é importante para a qualidade do projeto?

Como você viu, muitas coisas devem ser consideradas na hora de elaborar um projeto de paisagismo. Outras dicas são:

  • contratar um profissional da área;
  • participar de todas as etapas do projeto;
  • não omitir sua opinião ou preferências;
  • procurar conhecer a vegetação que comporá o ambiente antes de aprovar as opções;

Por fim, é fundamental estar atento à manutenção do jardim. De nada adianta um projeto de paisagismo extremamente qualificado se não haverá o cuidado de manter o ambiente sempre saudável e bonito.

O artigo foi útil? Sim? Então para receber outros conteúdos como este, não se esqueça de assinar a nossa newsletter antes de ir!

Cubos Lagos

Somos a Cubos Lagos, empresa líder na fabricação de produtos e equipamentos para lagos ornamentais e que busca ajudar nossos clientes a projetar e construir lagos ornamentais de todos os tipos e tamanhos.

Deixe o seu comentário aqui