Biologia e química no lago Cuidados com o lago

Qualidade da água para peixes: 6 indicadores importantes para os lagos ornamentais

4 Comentários

Quando nos referimos a qualidade da água para peixes em lagos ornamentais, estamos falando da qualidade de vida e bem-estar dos peixes, que estão diretamente ligados. Existem alguns fatores importantes que devemos levar em conta para saber se a água está com uma boa qualidade. Os mais importantes são quantidade de matéria orgânica, transparência, temperatura, pH, teor de amônia e oxigênio dissolvido (OD).

A qualidade da água e seus fatores são muito importantes pois determinam as condições ideais para o crescimento, desenvolvimento e sobrevivência das espécies que nela habitam, sendo elas vegetais e animais. No caso dos peixes depende muito da espécie e características deles também.

1 – Matéria Organica (MO)

Hoje vou falar sobre esses fatores mais importantes para a qualidade da água para peixes, começando pela matéria orgânica (MO) que são os materiais encontrados na água que podem ser de origem vegetal ou animal, são produzidos pelo próprio ambiente ou colocados na água, mais grosseiramente falando é a sujeira presente na água, como por exemplo restos de folhas, animais mortos, restos de alimento. No caso da criação de peixes, eles contribuem bastante para formação de matéria orgânica através da excreção de dejetos e sobras de ração. Por isso devemos sempre considerar a quantidade de ração que é oferecida para os peixes, o ideal é fornecer a ração de qualidade, especial para lagos ornamentais, aos poucos até a saciedade dos peixes ou seja até que eles parem de comer, para que não sobre muita ração na água.

2 – Temperatura

Outro fator muito, senão o mais importante, é a temperatura da água, todos os fatores estão ligados a ela.
Os peixes são pecilotérmicos, isto é, são animais em que a temperatura do corpo se adapta de acordo com a temperatura do ambiente em que vivem, quando está frio a temperatura da água fica fria a temperatura corporal dos peixes diminui e sobe quando a temperatura esquenta. Tudo que acontece na vida do peixe está relacionado a temperatura (alimentação, respiração, reprodução). Ela está diretamente ligada ao metabolismo do peixe, conforme aumenta a temperatura ocorre o aumento do metabolismo dos peixes. Na alimentação, estudos mostram que os peixes tem maior apetite em temperaturas entre 24 a 28º C.

3 – Transparência

A transparência da água também é um fator muito importante pois quanto maior a transparência maior a incidência de luz solar e maior a produção de oxigênio dissolvido pela fotossíntese. Ela está ligada também a quantidade de matéria orgânica na água. Ela pode ser medida com um disco preto e branco chamado Disco de Secchi. Essa medida vai depender da profundidade do lago.

Disco para avaliar a qualidade da água para peixes com relação a transparência
Disco de Secchi
A qualidade da água para peixes tem relação com a transparência da água
Uso do disco de Secchi

4 – Oxigênio dissolvido (OD)

O oxigênio dissolvido (OD) está relacionado a respiração, sobrevivência e crescimento dos peixes, determinando a boa qualidade da água para peixes. Ele é produzido pelo Fitoplâncton, através da fotossíntese. Eles vão produzir o oxigênio dissolvido através dos nutrientes presentes na água, ou melhor a matéria orgânica gerados pelos restos de alimentos e excretas. A produção de oxigênio acontece durante o dia por precisa de luz solar e gás carbônico, sendo assim a concentração de OD varia no decorrer do dia, de manhã é menor a noite não tem produção, somente consumo de oxigênio.

O ideal é medir a concentração de oxigênio dissolvido todos os dias. Segundo estudos os valores de oxigênio dissolvido devem estar acima de 4 mg/l. Uma forma de saber se o lago está com falta de oxigênio é observando o comportamento dos peixes, se eles estiverem na superfície boquejando ou todos juntos nos próximos a entrada de água no lago é um sinal de falta de oxigênio.

5 – pH para a qualidade da água para peixes

O pH determina a alcalinidade da água, ou melhor dizendo se essa água tem mais bases do que ácidos. O pH ideal para uma boa qualidade da água para peixes pode variar entre 6,5 e 8. Ele pode se tornar ácido pelo excesso de gás carbônico e em quantidades baixas o ambiente se torna alcalino.

6 – Amônia

A Amônia pode ser encontrada na água em duas formas NH4+ e NH3- onde o NH3- é a sua forma tóxica. A amônia é gerada através da decomposição das excretas dos peixes, restos de alimentos (matéria orgânica). Ela é fatos primordial para uma boa qualidade da água para peixes.

O ideal é que a amônia tóxica esteja em 0 mg/l, ela acima de 0,10 mg/l pode ser prejudicial aos peixes. Essa amônia precisa ser transformada em nitrito e depois em nitrato, pois o nitrato é utilizado pelas plantas e não é toxico. Por isso é importante que o lago tenha uma boa biologia formada com as bactérias que realizam essa transformação. Elas são chamadas de bactérias nitrificantes ( Nitrossomonas, Nitrobacter, Nitrosococus). Para que seu lago fique sempre em equilíbrio é importante que ele tenha sempre uma boa circulação da água e um bom sistema de filtragem mecânica, biológica, química e esterilizante.

Referências:
Qualidade da Agua na produção de peixes – Parte I e Parte III (Final) – Fernando Kubtza
LIMA, A. F.; SILVA, A. P. da; RODRIGUES, A. P. O.; BERGAMIN, G. T.; TORATI, L. S.; PEDROZA FILHO, M. X.; MACIEL, P. O. – Qualidade de Agua – Embrapa
Silva, V. K.; Ferreira, M. W. ; Logat, P. V. R. Qualidade da água na Piscicultura – UFLA
Jorge, N. C. F. D. – Desempenho zootécnico e análise econômica da produção de três linhagens de tilápia-do-nilo em tanque-rede no reservatório de Ilha Solteira / Natália Cristina Fernandes De Jorge. – UNESP – Jaboticabal

4 comentários

  1. Boa tarde, aprendendo mais e lendo muito no site da cubos, deparei com uma dica, não colocar pedras no fundo do lago, acontece que fiz exatamente isso, para cobrir a manta, revesti o fundo do lago com areia, e em seguida fiz uma camada de pedra de rio, cobrindo totalmente o fundo, achei que seria legal, mas percebi que estou errado. Devo retirar toda a pedra e deixar só a areia? Em meu lago tenho uma cascata em forma de cachoeira, a água desliza pelas pedras seixos e caem no lago, a pergunta é seria melhor colocar uma bomba de ar para aumentar a oxigenação?
    Muito obrigado
    Márcio

    1. Oi Márcio, tudo bem? A vantagem de areia é que ela não acumula sujeira devido ao movimento das carpas, mas não está errado fazer com seixos, só vai acumular mais sujeiras.. Com relação a bomba de ar, eu não vejo necessidade pois só o movimento da água já é o suficiente para oxigenar.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *