Construção do lago Lago no paisagismo

Tipos de lagos ornamentais para se ter em casa

6 Comentários

A criatividade das pessoas é sempre surpreendente em qualquer atividade exercida pelo homem. E essa criatividade não é diferente quando estamos falando de construção de lagos ornamentais ou artificiais. Por isso, antes de começar um projeto de lago artificial em uma residência ou empresa, é importante conhecer os possíveis tipos de lagos e escolher qual é aquele que atende melhor as expectativas do projeto.

Algumas pessoas constroem os lagos por hobby. Essas pessoas tem o prazer de montar o seu próprio projeto e cuidar de seus belos peixes. Outras, montam os lagos apenas para valorizar a casa ou ainda para criar um ambiente especial para receber os amigos ou relaxar do estresse do dia a dia.  Em ambos os casos, o projeto deixará o jardim, ou qualquer outra parte do imóvel, com uma beleza exclusiva.

Vamos conhecer os principais estilos e tipos de lagos artificiais que podem ser construídos nas residências ou em empresas.

1. Lago orgânico, um dos tipos de lagos mais valorizados no Brasil

Os lagos ornamentais orgânicos tem como sua principal característica um formato não retilíneo, com curvas suaves e orgânicas. Esses tipos de lagos tentam imitar lagos encontrados na natureza de forma a não parecerem que foram construídos pelo homem. São, ma maioria das vezes, projetados por paisagistas como o destaque principal do jardim, mas também podem ser construídos dentro de casa.

Decoração mais natural

Normalmente possuem muitas plantas nas margens e entorno, formando uma vegetação de mata mais densa e não muito demarcada. As pedras utilizadas devem ser grandes de forma a não criar uma borda demarcada. No meio das pedras grandes podemos utilizar pedras menores e seixos pequenos para dar o acabamento. Essa borda demarcada, é um erro muito comum na construção de lagos ornamentais, e cria um aspecto extremamente artificial para o projeto.

O fundo do lago pode ser revestido com areia especial para lagos. Essa areia, além de deixar o fundo do lago claro e destacar os peixes, tem a função de criar uma região de filtragem anaeróbia contribuindo muito com a filtragem da água.

A construção com geomembrana é mais recomendada nos lagos orgânicos

A forma mais fácil de se construir os lagos orgânicos é com ele escavado na terra e impermeabilizado com geomembranas especiais para lagos como o EPDM ou o PVC. Utilizando-se essa técnica, fica muito simples de moldar o formato irregular e curvado do lago além de ser uma técnica de construção muito segura e rápida.

Prainha como uma grande tendência

Uma grande tendência para os lagos orgânicos é a construção de uma prainha de areia. Essa prainha pode receber cadeiras e ser utilizada como um local para tomar sol ou relaxar. A construção da prainha deve obedecer uma inclinação de no máximo 5% e é mais recomendada para lagos grandes, já que ocupa muito espaço devido a baixa inclinação.

Os lagos orgânicos ficam muito bonitos nos jardins das casas e podem também servir de espaço de convivência e relaxamento quando montados com um deck de madeira.

2. Lago formal. Não confunda com espelho d`água

Os lagos ornamentais formais são caracterizados por suas linhas retas e normalmente integrados ao projeto de arquitetura. Podem ser internos ou externos e ficam muito bonitos quando se utiliza as paredes da casa para servir como um dos lados do lago. Nada impede que sejam construído no jardim integrando o projeto de paisagismo. Podem ter um estilo clássico ou contemporâneo de acordo com o projeto do jardim.

Lago tem vida, espelho d`água não!

Os lagos ornamentais formais não devem ser confundidos com os espelhos d`água. Os espelhos d`água são obras arquitetônicas que tem a função de refletir a construção valorizando o projeto, porém, sem nenhuma vida como peixes ou plantas. Quando inserimos a vida no projeto, ele deixa se ser um espelho d`água e passa a ser um lago ornamental. O projeto e a construção de ambos são totalmente diferentes. Normalmente, quando se utiliza um projeto de espelho d`água para criar um lago ornamental, diversos problemas irão aparecer. Esses problemas podem ser com o revestimento, profundidade, instalação hidráulica, sistema de filtragem, entre outros.

A construção em alvenaria é a mais utilizada nos lagos formais

Os lagos formais são normalmente construídos de alvenaria. Por ter formas muito retas e paredes sem inclinação, a alvenaria acaba sendo a forma de construção preferida. A impermeabilização deve ser feita com produtos especiais para lagos que são atóxicos e garantem e um pH estável. A cor deve ser preferencialmente preta ou com revestimentos bem escuros para não ficarem feios com a formação natural das algas nas paredes e no fundo. A areia também pode ser utilizado no fundo do lago pra dar um toque mais natural. Porém, se o lago ficar todo preto, o indicado é que os peixes escolhidos sejam as carpas de cor clara, especialmente as Kohakus que são brancas e vermelhas e ficam perfeitas em contraste com o preto do lago.

3. Lago para nadar. Também conhecidos como piscinas biológicas ou naturais.

Os lagos para nadar, também conhecidos como piscinas naturais ou piscinas biológicas, estão caindo no gosto dos brasileiros e começam a se difundir no mercado de lagos ornamentais. Já muito conhecidos e apreciados na Europa, as piscinas biológicas podem ter ou não peixes. Mesmo sem peixes, as plantas são dominantes nesse tipo de projeto e são fundamentais para a filtragem da água em algumas técnicas de construção.

A piscina natural tem características muito especiais

Quando o projeto prevê a existência de peixes, a técnica de filtragem é a mesma da utilizada nos lagos ornamentais comuns. Porém, algumas características da piscina natural são bem específicas desse tipo de projeto. Os peixes devem possuir um refúgio para que possam se esconder quando se sentirem estressados pela presença das pessoas nadando no lago. A profundidade do lago deve ser de 1,5m ou mais, de forma que fique confortável para as pessoas que estão nadando.

Projeto misto: formal e orgânico

O projeto deve considerar uma área de natação segura para as pessoas. Deve-se ter sempre muito cuidado com pedras que podem ficar muito escorregadias devido a formação de algas. Se essas pedras forem posicionadas na entrada das pessoas para a área de natação, poderão ocasionar acidentes. Por isso, em muitos casos, utiliza-se uma técnica de construção mista com elementos do lago formal e do lago orgânico.  A área de natação pode ser mais formal e construída em alvenaria. Fica muito interessante com elementos de uma piscina tradicional, como escada e deck molhado. A área de refúgio dos peixes pode ser orgânica e, dessa forma, teremos um projeto que contempla diferentes características construtivas.

O ozônio deve ser utilizado nas piscinas biológicas

A utilização do ozônio para lagos na filtragem é recomendada, pois o ozônio ajuda a eliminar possíveis contaminações trazidas pelas pessoas nadando no lago. Essas contaminações, como resquícios de bronzeador, protetor solar, cremes, etc. podem fazer mal para os peixes e para a biologia do lago.

4. Lago plantado, como um jardim submerso

Os lago ornamentais plantado são pouco difundidos e só são executados por profissionais com bastante conhecimento e experiência. Porém, quando bem construídos, se destacam por sua beleza ímpar. São como jardins submersos e ficam perfeitos em lagos orgânicos com vegetação densa ao redor. Para se construir um lago plantado, deve ser ter um bom conhecimento nas técnicas de Aquapaisagismo. Técnicas essas, muito difundida pelo já falecido mestre do Aquapaisagismo,  o japonês Takashi Amano.

As plantas precisam de um substrato especial, complementação de nutrientes e elementos de traços. Dependendo do tipo de planta escolhida, também será necessária a injeção artificial de Gás carbônico (CO2) para que as plantas consigam fazer a fotossíntese de forma eficiente.

As carpas não combinam com os lagos plantados pois irão arrancar e comer as plantas destruindo todo o projeto. Os peixes escolhidos podem ser pequenos e de cardumes, como os espadinhas ou platis.

Os lagos plantados podem ser construídos em um jardim ou até mesmo dentro de casa, e são uma opção bem exótica e exclusiva!

 

6 comentários

  1. Tenho o curso de construção de lagos ornamentais feito com o Rogério.Tenho uma empresa de paisagismo aqui em BH e gostaria de construir na minha empresa um laguinho 2×1 x 0,5. ,para que os clientes visite. Me interessei pelo kit e gostaria de saber quanto ficaria o kit completo para este meu lago.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *