Cuidados com o lago

Troca parcial de água (TPA) em lagos ornamentais

3 Comentários

Na natureza as águas de rios, riachos e lagos são constantemente renovadas. Esses complexos sistemas naturais são conhecidos como sistemas abertos. Nos lagos ornamentais ou artificiais, ao contrário do que acontece na natureza, temos os sistemas fechados. Um sistema fechado é quando não existe uma renovação natural da água. A troca parcial de água, mais conhecida pela sigla TPA, é uma forma de imitar em um sistema fechado, aquilo que acontece de forma natural em um sistema aberto.

As trocas parciais de água (TPA) são importantes para renovar a perda de elementos traços da água, remover excesso de matéria orgânica e eliminar acúmulos de amônia, nitrito e nitrato.

Elementos de traço para plantas e peixes

Os elementos de traço ou oligoelementos, ou ainda micro nutrientes, são aqueles encontrados em pequenas quantidades na água do lago. Mesmo em pequenas quantidade, os elementos de traço são muito importantes para a vida dos peixes e plantas no lago ornamental. A linha entre a utilidade do micronutriente e sua toxidade é muito tênue, por isso, devemos ter um cuidado especial na adição artificial desses elementos.

A troca parcial de água pode ser muito útil para a renovação dos elementos de traço presentes na água do lago artificial.

Retirada de matéria orgânica

A retirada de matéria orgânica, que com o tempo se acumula no lago, também é um fator importante para se fazer as TPAs. Esse acumulo de matéria orgânica pode ser ocasionado por um sistema de filtragem deficiente ou sem a correta manutenção. Também ocorre quando existem árvores que soltam folhas na água. outros fatores são o excesso de peixes, excesso de alimentação ou alimentação de baixa qualidade.

Remoção do excesso de amônia, nitrito e nitrato

Com a decomposição da matéria orgânica, respiração e excreção dos peixes, temos a formação da molécula da amônia que será convertida para a molécula de nitrito e depois para a molécula de nitrato através das bactérias responsáveis pelo ciclo do nitrogênio. Essas três moléculas são tóxicas para os peixes. No caso de níveis acima dos recomendados, ações imediatas devem ser tomadas. Uma das ações mais rápidas e eficientes é a troca parcial de água.

Troca parcial de água: como fazer corretamente?

Quanto maior o volume do lago, menor a porcentagem que deve ser feita de troca parcial de água. Isso é válido quando temos um sistema de filtragem de qualidade. Filtragem essa que consegue converter com eficiência a amônia em nitrito e o nitrito em nitrato através das bactérias nitrificantes. Não existe uma fórmula pronta para a quantidade ou a frequência das trocas parciais de água. Como regra geral, podemos considerar a troca parcial de 10 a 20% do volume de água do lago a cada 30 dias.

Muitos sistemas de filtragem possuem reposição automática de água da evaporação. Em alguns casos, essa é única água nova (além da água da chuva) que entra no lago.

Faça o acompanhamento dos parâmetros da água semanalmente. Com isso, será possível identificar se a troca parcial de água deve ser feita para reduzir a concentração de moléculas tóxicas para os peixes.

Água da rua ou de poço artesiano

A água ideal para as TPAs é aquela que vem do sistema público de abastecimento. O pH normalmente é neutro e a água deve ser potável e de alta qualidade. Porém, essa água vem com cloro, que é altamente tóxico para os peixes. Se a água for de poço geralmente está contém metais pesados e, muitas vezes, com algum tipo de contaminação.

Em ambos os casos, devemos utilizar o Cubos Water Protect. Esse condicionador elimina imediatamente o cloro, cloramina e metais pesados,  neutralizando todos os elementos que são tóxicos para os peixes. Ele ainda contém Aloe vera que protege a mucosa dos peixes e diminui o estresse. Então sempre que for feita uma TPA é essencial o uso desse produto.

3 comentários

    1. Olá Wellington, tudo bem? As algas das pedras fazem parte do lago são muito difíceis de serem combatidas. O ideal é aprender a conviver com elas. A utilização de geradores de ozônio com dimensionamento de 3x o volume do lago pode ajudar. O que ajuda também é uma boa circulação de água. Caso queira ajuda, podemos lhe atender no e-mail atendimento@cubos.com.br. Aguardamos o seu contato. Abraços.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *