Construção do lago

Tudo sobre lagos artificiais: guia para iniciantes

Sem comentários

A ideia de criar peixes em lagos artificiais atrai a atenção de muitas pessoas. Mais que uma tendência, essa solução está presente em diversas construções antigas e contemporâneas. A aceitação é grande pelo fato de a água ser um elemento abundante na natureza e, portanto, capaz de agregar beleza e requinte a qualquer espaço externo.

Existem diversas opções de lagos ornamentais para você investir. A escolha vai depender da área disponível para a construção e, claro, de suas preferências quanto ao formato e ao estilo do tanque. Independentemente de querer um lago na entrada da casa ou uma cascata em meio ao jardim, você precisará seguir algumas orientações.

Trouxemos este guia justamente para ajudar iniciantes que pretendem criar e manter um lago artificial na própria residência. Acompanhe para entender os cuidados necessários e obter inspirações para o seu projeto!

Vantagens de ter um lago ornamental

O ser humano se beneficia com a presença da água, e a melhor maneira de incorporá-la a diferentes espaços é por meio de lagos artificiais. Esse tipo de projeto oferece vantagens que vão além da possibilidade de criar espécies de peixes ornamentais. Veja algumas delas:

Decoração única e diferenciada

Assim como o movimento do fogo, o barulho da água chama a atenção das pessoas. É por isso que um lago facilmente se destaca no local em que está inserido. Para quem não tem muitos recursos no jardim, esse tipo de investimento se torna uma excelente alternativa para valorizar o ambiente.

Um lago artificial permite inúmeras composições, a depender do gosto e das necessidades do futuro proprietário. É possível trabalhar sua decoração com pedras, peixes, plantas, esculturas e até criar efeitos de cascata. Com a escolha personalizada de cada elemento, você terá um espaço único e diferenciado para enfeitar a casa.

Sensação de paz e bem-estar

É fácil se sentir acolhido em locais em que a água está presente. Afinal, trata-se de um elemento suave e delicado, que transmite paz e tranquilidade a qualquer ser vivo. Nas residências localizadas em áreas urbanas, a sensação de bem-estar proporcionada pela água é ainda mais valorizada.

Nesse sentido, ter um lago ornamental pode ser a chave para experimentar momentos relaxantes, seja sozinho, seja na companhia de amigos e familiares. Para aquelas pessoas que vivem rotinas corridas, observar peixes e plantas aquáticas é uma ótima maneira de se reconectar com a natureza.

Ar puro e conforto térmico

O brasileiro sofre com as altas temperaturas praticamente o ano todo. Muitas vezes, a única saída para amenizar o calor é buscar refúgio nas áreas externas ventiladas ou no ar-condicionado. O problema desse tipo aparelho é que ele elimina parte da umidade do ar, criando uma atmosfera seca que prejudica o sistema respiratório.

A boa notícia é que os lagos artificiais também contribuem para melhorar a qualidade do ar. Isso porque a água presente nos tanques evapora aos poucos, mantendo os níveis de umidade adequados e garantindo sensação de frescor. O resultado é um ambiente mais confortável e saudável.

Planejamento de lagos ornamentais

Não existem regras específicas para a criação de lagos ornamentais, afinal, são várias as técnicas e possibilidades disponíveis. O bom resultado vai depender de um plano adequado e adaptado às características do ambiente. Nesse sentido, é importante cumprir os seguintes passos antes de colocar a ideia em prática:

Escolha do profissional

Quem entende pouco de lagos artificiais deve procurar a orientação de um especialista. Esse cuidado vai evitar problemas e arrependimentos no futuro, já que conhecimento técnico e experiência são diferenciais que interferem no trabalho.

Um bom profissional vai ajudar você em diversas fases do projeto. Assim, não surgirão dúvidas no momento de planejar o tamanho e a profundidade ideais do lago e nem na hora de comprar os materiais certos e na quantidade adequada. A presença do especialista também será importante para definir o melhor tipo de construção.

Análise do local

A observação da área que abrigará o lago é outra etapa essencial do planejamento. Certifique-se de que o local escolhido não é utilizado como trajeto de pessoas e mantenha distância considerável de árvores de grande porte. O ideal é priorizar terrenos planos, para facilitar a construção e evitar o escoamento da água.

Fuja também de áreas próximas de calhas e beirais da construção — em dias chuvosos, a água suja do telhado poderá cair dentro do lago, carregando folhas e impurezas que podem dificultar a limpeza e a manutenção do tanque. Definido o local, procure remover pedras e possíveis materiais cortantes escondidos no solo.

Definição dos elementos

Essa é a parte mais interessante do planejamento: determinar os elementos que deseja adicionar ao projeto. Com uma noção prévia do local, você terá um limite para definir o tamanho e a profundidade do lago e, consequentemente, a quantidade de acessórios a serem utilizados.

Converse com o profissional e anote as ideias para não esquecer detalhes importantes. Pense nas espécies de peixes e plantas ornamentais, nos tipos de rochas e gramíneas do entorno e, também, nos modelos de revestimentos.

Além dos itens com função decorativa, é essencial que você pense nos equipamentos e materiais necessários para a construção e a manutenção do lago — falaremos deles adiante.

Formatos e estilos dos lagos artificiais

Existem lagos para todos os gostos e necessidades, desde o estilo prainha até os modelos utilizados para nadar — conhecidos como piscinas naturais ou biológicas. Embora a função seja determinante na escolha do tipo de tanque, o formato também deve ser considerado para garantir um projeto harmônico e bonito.

Confira, abaixo, as características e particularidades de cada opção:

Geométricos

Também conhecidos como lagos formais, trazem linhas retas e ângulos bem marcados. São os preferidos para compor áreas próximas de paredes e muros de construções, já que o formato linear e baseado em quadrados e retângulos se encaixa melhor nos detalhes arquitetônicos.

Os lagos artificiais geométricos também podem ser aproveitados na composição de jardins, em projetos mais clássicos ou modernos. Muitas pessoas confundem esse estilo com os espelhos d’água, mas há diferenças. Os espelhos não abrigam nenhum tipo de vida, ou seja, têm apenas função estética (refletir o edifício através da água).

Irregulares

São lagos orgânicos, ou seja, compostos por linhas sinuosas que garantem um visual mais suave. Os modelos irregulares se aproximam muito da aparência natural, visto que nenhum rio ou córrego encontrado na natureza é totalmente retilíneo e geométrico. O objetivo é justamente dar a impressão de que o lago sempre esteve ali e não precisou da interferência do homem.

Esse tipo de tanque também costuma ser destinado a espécies de peixes e plantas. Inclusive, para que o aspecto fique mais natural, é recomendado caprichar na quantidade de vegetação e de rochas no entorno. Certifique-se de que a disposição desses elementos seja feita de maneira espontânea, sem muitas regras ou linhas retas.

Materiais utilizados na construção

Os lagos artificiais podem ser construídos de diferentes maneiras, e o tipo de material necessário varia de acordo com a técnica escolhida. Os formais, por exemplo, costumam ser feitos de alvenaria, por apresentarem linhas retas e fáceis de trabalhar. Já os lagos orgânicos exigem a aplicação de geomembrana, um produto que permite moldar o formato irregular sem muita dificuldade.

Em ambos os casos, é necessário começar o processo com a escavação do terreno. Para isso, são demarcados os limites do tanque e, com a ajuda de uma pá, o solo pode ser retirado até que se atinja a profundidade desejada.

Com o buraco pronto, basta criar uma elevação de 5 cm ao redor da estrutura (que atuará como barreira natural contra o escoamento da água da chuva para dentro do lago) e, então, adicionar os elementos que darão forma ao projeto.

Mas afinal, quais são os materiais e equipamentos básicos para iniciantes que querem construir um lago ornamental? É para responder esse questionamento que elaboramos uma lista. Confira e anote os itens para não esquecer nada:

Manta impermeabilizante

Os materiais para impermeabilização atuam no isolamento entre as partes interna e externa dos lagos. Eles são essenciais para evitar vazamentos e impedir a contaminação da água. A manta Cubos Geopond, por exemplo, é um ótimo produto, mas deve ser fabricada com material atóxico para garantir a saúde de plantas e animais.

Manta geotêxtil de proteção

Esse material faz com que a manta impermeabilizante esteja sempre protegida do contato direto com o solo e com as pedras de acabamento. Assim, é possível evitar danos e o surgimento de rasgos ou furos. O geotêxtil deve ser instalado de forma a deixar a manta de impermeabilização no meio de duas camadas do geotêxtil.

Sua utilização é muito importante já que a impermeabilização é uma etapa crítica do projeto e que, caso falhe, poderá ser necessário refazer todo o lago.

Bomba d’água

O coração do lago são as bombas de água. Elas que irão movimentar a água do lago pelos filtros e através das cascatas. Sua utilização de forma correta é fundamental para que o sistema de filtragem do lago tenha sucesso.

A escolha da bomba deve obedecer uma vazão de pelo menos 2 a 3 vezes o volume do lago por hora. Além disso, as bombas devem sempre funcionar 24h por dia sem interrupções. O ideal é que o lago tenha pelo menos duas bombas. Isso para caso uma falhe, a outra ainda conseguira oxigenar a água e manter a vida dos peixes.

Filtro biológico

É o filtro mais importante de um lago ornamental. Tem como função fazer com que a água do lago circule para garantir condições de vida adequadas aos peixes. Os filtros biológicos mantêm a água limpa, removendo substâncias tóxicas decorrentes da sujeira que se deposita no tanque.

Filtro UV

Tem como principal função eliminar as algas que deixam a água do lago esverdeada. Além de ser um excelente algicida, o filtro ultravioleta irá ajudar na prevenção doenças nos peixes causadas por vírus e bactérias. Sua instalação é muito simples e rápida e os resultados normalmente são impressionantes e acontecem em poucos dias.

Mesmo se a água não estiver verde, a instalação desse filtro é recomendada, justamente por ser uma forma de previnir doenças no lago.

Carvão ativado

É um material utilizado para adsorver moléculas que podem casar odor na água do lago. Esse tipo de carvão também ajuda a remover metais pesados e até remédios contidos na água, garantindo um tanque sempre limpo e saudável.

Acelerador biológico

Garante o bom desenvolvimento das bactérias do filtro biológico. Com esse produto, é possível adicionar os peixes no mesmo dia da construção e montagem do lago.

Condicionador de água

Ajuda a eliminar o cloro, a cloramina e os metais pesados presentes na água do tanque. Esse cuidado é essencial para proteger a vida dos peixes e das plantas ornamentais.

Itens de decoração e iluminação

Além dos peixes (carpas, kinguios) e plantas ornamentais (submersas ou flutuantes), é necessário caprichar na escolha dos itens decorativos fixos.

No caso das pedras, é possível combinar rochas grandes com áreas preenchidas por seixo rolado. Também há opções de pedras artificiais, que são mais leves que as naturais. Para cobrir o fundo do tanque, aposte na areia ornamental de cor clara. Ela cobre a manta de impermeabilização e destaca os peixes.

Para iluminar, há uma infinidade de equipamentos. Você pode utilizar holofotes externos e subaquáticos — dê preferência aos modelos de LED para garantir baixo consumo energético. Com uma iluminação bem trabalhada, dá para destacar e curtir o lago mesmo no período da noite.

Manutenção adequada e acessórios essenciais

Com o lago construído e montado, basta enchê-lo de água para conferir se não há vazamentos e se todos os equipamentos estão funcionando. Pronto! Agora é só curtir e, principalmente, cuidar da manutenção. Para saber como fazê-la corretamente, acompanhe as orientações no passo a passo:

Realização de trocas parciais de água

Deve ser feita a troca de cerca de 20% da água a cada mês. O cuidado é importante para renovar o ambiente do lago e deixá-lo sempre limpo e saudável. Nesse mesmo processo, aproveite para adicionar produtos específicos que removam cloro, cloramina e metais pesados da água.

Verificação dos equipamentos elétricos

É uma etapa importante da manutenção de lagos artificiais, mas que muita gente esquece. Inclua na lista os filtros e as bombas. Estas devem passar por limpeza preventiva semanal para evitar o desgaste do rotor e a diminuição da vida útil.

Limpeza dos sistemas de filtragem

Os filtros mecânico e biológico devem ser higienizados a cada semana. A filtragem mecânica precisa ser substituída ou lavada, dependendo do material utilizado. Já a filtragem biológica pode ser lavada com a mesma água presente no tanque.

Outros cuidados para prevenir problemas no lago ornamental incluem:

  • utilização de ração própria para peixes ornamentais, a fim de evitar rejeitos que venham a sujar a água e sobrecarregar os filtros;
  • aplicação quinzenal de acelerador biológico com produtos específicos para decantar a água e eliminar algas;
  • substituição do carvão ativado a cada 3 meses.
  • evitar a superpopulação de peixes. O indicado é de uma carpa adulta para cada 500 litros de água.

Para facilitar a rotina de limpeza e manutenção do lago, você pode adquirir alguns acessórios, como perneira impermeável, passaguá, escova de filtragem mecânica, tela de proteção, entre outros.

Compra de kits para lagos ornamentais

Para quem ainda tem dúvidas sobre os itens utilizados na construção do lago ou não quer perder tempo selecionando materiais e equipamentos, a dica é investir nos kits para lagos artificiais. Eles vêm com todos os produtos necessários para a montagem e, por isso, facilitam a execução das etapas do projeto.

Os melhores pacotes ainda trazem um manual de instruções detalhado e muito bem explicado, que possibilita a qualquer pessoa instalar um lago em casa. Inclusive, muitas empresas disponibilizam passo a passo didático em forma de vídeos on-line, o que é uma grande vantagem para quem não tem experiência no assunto.

Na hora da escolha, é importante ficar verificar a qualidade dos produtos que fazem parte do pacote. Considere que itens fabricados com matéria-prima inferior podem prejudicar o resultado e comprometer a vida útil do seu lago ornamental. Portanto, avalie diferentes opções até encontrar o melhor kit completo.

E aí? Preparado para compor o grupo dos apaixonados por lagos artificiais? Enquanto decide sobre o modelo, guarde as nossas dicas e use-as como ponto de partida no momento de tirar seu projeto do papel!

Para receber mais conteúdos com informações úteis, assine a nossa newsletter! Assim, você não perderá nenhuma novidade!

Cubos Lagos

Somos a Cubos Lagos, empresa líder na fabricação de produtos e equipamentos para lagos ornamentais e que busca ajudar nossos clientes a projetar e construir lagos ornamentais de todos os tipos e tamanhos.

Deixe o seu comentário aqui