Biologia e química no lago

Fosfato em lagos: Saiba o que essa molécula pode fazer na água do lago

2 Comentários

Os nomes das moléculas que figuram o topo no rol das que contribuem para que o lago fique “sujo” certamente são: fosfato, nitrito, nitrato e carbono. Existem outras moléculas que são menos conhecidas como, por exemplo, o tanino que deixa a água com uma coloração escurecida como a do rio Negro, um afluente do Rio Amazonas. Hoje, daremos uma atenção em especial à molécula de fosfato em lagos.

O fosfato e a proliferação de algas em macrófitas

O fosfato, quando presente na água em grandes concentrações, é o principal responsável por causar um desequilíbrio biológico chamado de eutrofização. Desta forma, o fosfato acaba tornando-se “alimento” para a flora aquática causando uma exagerada proliferação tanto das algas microscópicas unicelulares – que tornam a coluna d´água do lago esverdeada – quanto das macrófitas – que são as plantas adaptadas na superfície da água como, por exemplo, a taboa, vitória-régia, alface d´água, aguapé, etc.

A proliferação das macrófitas é simples de resolver, apenas removendo alguns exemplares manualmente. Entretanto, a proliferação das algas unicelulares irá diminuir a concentração de oxigênio durante a noite, quando as algas inspiram oxigênio e expiram gás carbônico (fase escura da fotossíntese), assim como os peixes. Desta forma, é necessário entender um pouco sobre o ciclo do fósforo para evitar essa eutrofização e manter o lago bonito e saudável.

A molécula do fosfato

A molécula de fosfato (PO4-2) possui o elemento químico fósforo (P) o qual reage muito facilmente com os demais elementos e, por isso, o P não é encontrado naturalmente isolado. Em ecossistemas aquáticos, o PO4-2 é a molécula mais encontrada contendo fósforo. Sua origem é inorgânica através do intemperismo das rochas, isto é, pela sua degradação. Em seguida, o PO42 presente na água é absorvido pelas plantas e algas para o seu crescimento.

O fósforo é utilizado no DNA das células

No interior das plantas e algas, o P é utilizado para o desenvolvimento da membrana plasmática, que consiste de uma camada fosfolipídica que envolve as células (e, posteriormente, na membrana plasmática dos animais que consomem as plantas e algas). Também, o P faz parte da fita de DNA das células e, no metabolismo de todos os organismos. O P está envolvido com a produção de uma molécula energética de sigla ATP (adenosina tri-fosfato). Desta forma, quando há morte de seres vivos em um corpo d´água ocorre a lise / quebra da membrana plasmática e liberação de P tanto pela membrana plasmática quanto pela lise do DNA e do ATP, devolvendo o P para a água que se torna em moléculas PO4-2 novamente.

Excesso de ração pode aumentar o fosfato

Outra forma de acúmulo de PO4-2 no lago é através da quantidade e qualidade da ração oferecida aos peixes. Como as rações possuem P em sua composição, nem todo P é absorvido pelo intestino dos peixes e parte dele é excretado nas fezes. Por isso, é importante que ao alimentar não sobre nenhuma ração e que ela seja consumida em até 15 minutos. A qualidade da ração também é de fundamental importância. Utilize sempre rações especiais para lagos ornamentais que irão ajudar no controle do fosfato na água.

Além disso, é esperado que num lago com grande densidade de peixes, como em pisciculturas, haja uma grande quantidade de PO4-2 na água após certo tempo ou perto da despesca. Com isso, água torna-se aos poucos amarronzada e o fundo com bastante lodo, que é o acúmulo das fezes dos peixes. Neste caso, uma adequada movimentação na água impedirá que essas partículas se sedimentem no fundo do lago e sejam enviadas para o sistema de filtragem.

2 comentários

  1. Olá! A água da minha região possui uma concentração razoável de fostato. Meu lago não tem peixes, mas tem uma problema de acumulação de algas no fundo … as algas não ficam presas, apenas sedimentam para o fundo. A bomba instalada é mais do que suficiente para o tamanho do lago, o que aparentemente deveria manter uma movimentação razoável da água.
    Será que eu deveria colocar peixes para que essas algas não sedimentassem no fundo? Tenho receio de que isso faça com que o fosfato aumente e piore a situação.
    Muito obrigado

    1. Oi Fábio, boa tarde.
      São justamente as carpas que remexem no fundo do lago e levantam a sujeira para que não se acumule. Sem as carpas é bem complicado manter o fundo do lago limpo. Você também precisa corrigir esse fosfato, porque ele é uma das fontes de alimento para as algas.

      Abraços,

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *