Filtragem do lago

Filtro biológico para lagos ornamentais: por que e como você deve usar?

Sem comentários

O filtro biológico para lagos ornamentais é um equipamento fundamental para a manutenção da qualidade e boa aparência da água. Ele previne problemas comuns que costumam incomodar os proprietários de tanques artificiais: sujeira, maus odores e, até mesmo, a morte dos peixes.

Neste artigo, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre esse tipo de filtro, seu funcionamento e importância em qualquer projeto. Acompanhe e elimine dúvidas!

O que é um filtro biológico para lagos ornamentais?

O filtro biológico é o principal equipamento utilizado para filtragem de lagos ornamentais. Diferentemente das piscinas, que não abrigam nenhum tipo de vida (plantas e peixes) e permitem o tratamento da água de diferentes maneiras, os lagos precisam de um filtro biológico que dispense o uso de produtos químicos.

Esse equipamento pode, portanto, ser considerado uma espécie de casa para bactérias especializadas. São elas as responsáveis por realizar a limpeza da água do tanque. Para isso, se alojam dentro do filtro e passam a transformar moléculas tóxicas em moléculas menos tóxicas para os peixes, em um processo conhecido como ciclo do nitrogênio.

O ciclo do nitrogênio é essencial para a saúde dos peixes porque transforma amônia em nitrito. Este, por sua vez, gera o nitrato, que é modificado em gás nitrogênio. Então, as bactérias convertem o nitrogênio em moléculas cada vez menos tóxicas até a completa remoção da água.

Como funciona o filtro biológico?

É importante garantir condições adequadas para a manutenção do ciclo do nitrogênio. Logo, o suporte destinado à colonização de bactérias deve ser espaçoso para garantir a eficiência do filtro biológico para lagos ornamentais:

  • Bioglass: material altamente poroso, feito de vidro e que ajuda na formação das bactérias em um espaço menor do que aquele utilizado em mídias tradicionais, como as plásticas ou cerâmcas;
  • Aceleradores de biologia: alimentos probióticos (como o water bio) para as bactérias.

Em geral, são necessários 36 dias para a obtenção de uma colônia de bactérias consistente e capaz de tratar a água do tanque. Com os produtos citados acima, é possível acelerar a formação dos pequenos — e importantes — organismos e, assim, colocar os peixes no lago no mesmo dia em que o projeto for montado.

Filtro biológico ou filtro de piscina?

É comum ver pessoas empregando o tradicional filtro de areia (para piscinas) na construção de um lago ornamental. Trata-se de uma prática totalmente errada, visto que esse tipo de equipamento é usado para remover a sujeira de piscinas. Se for colocado em lagos, o filtro de areia pode entupir muito rapidamente, por isso é contraindicado.

Outro erro cometido é pensar que apenas o uso da bomba é suficiente para a água do tanque. Isso porque o processo não garante a formação biológica das bactérias que são necessárias para remover moléculas tóxicas. Além do mais, os micro-organismos que se formam na parede e substratos dos lagos não são suficientes para tal.

Quais são as vantagens do filtro biológico para lagos ornamentais?

Os benefícios do filtro biológico são tantos que tornam o uso desse equipamento obrigatório em qualquer lago ornamental. Veja outras vantagens que vão além da remoção das moléculas tóxicas ou que são consequência desse processo:

  • manter a limpeza do tanque, evitando a aparência de lago turvo;
  • combater a formação de algas;
  • evitar mau cheiro no lago;
  • eliminar a presença de amônia na água, a fim de prevenir doenças e a fragilidade dos peixes;
  • proporcionar vida longa às espécies presentes no lago;
  • contribuir para o bem estar da fauna, já que oferece a mesma qualidade de vida que o peixe teria na natureza, ou seja, um ambiente adequado e com água limpa.

Quais são os principais tipos existentes no mercado e como usá-los?

O mercado oferece uma infinidade de tipos de filtro para lagos ornamentais. Além do biológico, existem outros modelos utilizados para complementar a limpeza da água:

  • mecânico: atua removendo a sujeira visível;
  • químico: funciona com carvão ativado e ajuda a eliminar o odor da água, bem como moléculas tóxicas;
  • físico: ultravioleta ou ozônio, contribuem para a remoção de algas, evitando que o lago fique esverdeado.

Quando o assunto é filtro biológico, existem basicamente dois tipos: filtro biológico por gravidadefiltro pressurizado (ambos não exigem obras para instalação). Saiba mais sobre os modelos e como funcionam:

Filtro biológico por gravidade

É o mais usado e deve ser instalado acima da superfície do lago. A água entra no equipamento pela força da bomba e volta para o tanque pela ação da gravidade. A instalação desse tipo de filtro é mais simples e sua manutenção é mais prática. Além disso, a oxigenação para as bactérias é maior com o uso desse modelo.

Filtro pressurizado

Permite ser instalado abaixo do nível da água. Trata-se de um compartimento totalmente fechado (assim como o filtro de piscina) e pode ficar na casa de máquina do lago. Nesse caso, a água do tanque entra no equipamento por meio da pressurização da bomba, mas não escorre de volta para o lago.

Em vez disso, a água entra e sai na mesma pressão, podendo ser elevada para uma cascata (na altura em que a potência da bomba permitir). O filtro pressurizado leva mais tempo para ser instalado, já que envolve um processo mais trabalhoso.

Quais são os diferenciais dos filtros da Cubos?

A Cubos possui um grande diferencial entre outras marcas por dimensionar o filtro para a realidade do clima brasileiro. Além de ser a única fabricante no país, consegue adequar o tamanho do filtro e a qualidade das mídias (bioglass) às necessidades de cada cliente.

Cabe destacar que os filtros importados costumam ser menores que os da Cubos e possuem menos mídias. Eles são inadequados para o clima mais quente das regiões brasileiras, que contribui para a formação de algas e uma baixa qualidade da água.

Os filtros Cubos ainda fazem o tratamento correto da água porque também são focados na filtragem mecânica. Para isso, empregam um sistema de escovas que ajuda a remover a sujeira de maneira eficiente, sem entupir rapidamente.

Por fim, cabe destacar que a manutenção do filtro biológico para lagos ornamentais Cubos é simples: recomenda-se fazer a limpeza das escovas mensalmente. Já a limpeza da própria mídia deve ser realizada uma vez ao ano, de maneira profunda e utilizando a água do próprio tanque.

E você, está precisando de um equipamento específico para seu lago ou quer saber mais sobre o produto? Para qualquer necessidade, entre em contato conosco agora mesmo e tire todas as suas dúvidas!

Cubos Lagos

Somos a Cubos Lagos, empresa líder na fabricação de produtos e equipamentos para lagos ornamentais e que busca ajudar nossos clientes a projetar e construir lagos ornamentais de todos os tipos e tamanhos.

Deixe o seu comentário aqui